QUEM SOMOS

Atualmente, somos um grupo de 16 mulheres artistas visuais do meio-norte brasileiro, que vem se movimentando coletivamente desde 2017 de forma orgânica e comprometida com o cenário local no que tange à criação artística, difusão e circulação em Artes Visuais.
 

O coletivo foi idealizado pela artista visual e produtora cultural Alana Santo, a partir da sua experiência e vivência como mulher artista em Teresina, e sua interação com outras artistas jovens da cidade.

As artistas atuantes no coletivo no momento são: Alana Santo, Amandioca Vieira, Ana Cândida, Cacau Almeida, Donaline, Jessica Gomes, Maria Laura, Marília Barbosa, Mika, Railane Raio, Ravenna Ítala, Renata Fortes, Sabrina Oliveira, Valmira Sabino, Akemi Morais e Yana Tupinambá.

Criação de Jessica Gomes e M.C.L

Logo criada por Jessica Gomes e MCL

2019

Abertura da Exposição "Voragem" na Casa da
Cultura de Teresina em 2019
Fotografia: Jocasta Santos

Nossa trajetória

Exposições

Girly  (2017)                    
Tomato Gastronomia e Cultura

Teresina - PI


Voragem (2019)                       
Casa da Cultura de Teresina

Teresina - PI


NarrAtivas (2019)                   
Galeria Louvre Tattoo

Teresina - PI  


Entre Partos (2021)

Plataforma Virtual

Teresina - PI

Artistas que já passaram pelo coletivo

Anite [Ana K.]

Ayala Lopes

Arianne Silveira

Denise Mot

Emmanuelle Alencar [Manuarium] Fabrinne Rocha

Isabelle Aguiar

Laura Vasconcelos [LAMV]

Lua

Lúcia Gonçalves

Najma Akhtar

Sabrina Coutinho

Ana Clara Esmero

MCL


Exposições anteriores 

GIRLY (2017)                    
Tomato Gastronomia e Cultura

Teresina - PI

A exposição GIRLY aconteceu na Tomato Gastronomia e Cultura, e teve a presença musical das artistas Bia Magalhães e Monise Borges.

 

O projeto contou com oito mulheres artistas de Teresina: Akemi Morais, Alana Santo, Fabrinne Rocha, Laura Vasconcelos, Maria Clara Pereira, Najma Akhtar, Sabrina Coutinho e Valmira Sabino que mostram seus sentimentos e visões do mundo através de produções artísticas.

 

Ainda tímidas em adentrar espaços públicos, montamos essa primeira exposição com muita afetividade.


Fotografias: Alana Santo

NARRATIVAS (2019)     

Galeria Louvre Tattoo

Teresina - PI  

A exposição “NarrAtivas” aconteceu na Galeria Louvre Tattoo e teve como proposta abarcar as produções artísticas (pinturas, desenhos, fotografias, ilustrações, bordados) de 12 artistas mulheres da cidade de Teresina, Piauí. Teve como âmago a pluralidade dessas mulheres artistas que vivenciam desafios, adversidades, inquietações comuns à respeito do lugar da mulher na sociedade e como criadora de arte na cidade.

 

Percebeu-se que as diversas narrativas, que são particulares e subjetivas a cada uma dessas mulheres, se entrecruzavam em alguns pontos, dessa forma o título “NarrAtivas” traz em sua essência as perspectivas estéticas e singulares dessas mulheres ativas e artistas de Teresina em um só espaço

Na abertura da exposição tivemos a performance "Marcas" do Grupo Teatral Shangri-lá, sobre as vivências, lutas e marcas presentes nos corpos e mentes femininos de forma subjetiva e em todos os seus aspectos e a artista e cantora Esther Lima.

Produção: Galeria Louvre Tattoo

Idealização: Alana Santo

Fotografias: Jocasta Santos


IMG-20190213-WA0007.jpg

Semana das 12

A Semana de Arte Moderna, também conhecida como Semana de 22, foi uma exposição coletiva de artistas irreverentes em São Paulo e representou uma verdadeira renovação na liberdade criadora e da ruptura com o passado. Inspiradas nisso e trazendo um manifesto intitulado propositalmente de “Semana das 12”, foi proposto um novo mundo onde a mulher artista tenha vez e voz. A programação da semana teve seu início no dia 08 de março, com o vernissage de lançamento da exposição coletiva “NarrATIVAS”. Além disso, a programação completa foi composta de palestras, rodas de conversa e oficinas pertinentes ao universo da mulher.

51759808_1307694462732557_12958070824247

VORAGEM (2019)                   
Casa da Cultura de Teresina

Teresina - PI

Texto curatorial: Ana Cândida e Ayala Lopes

Produção Cultural: Alana Santo

Design: Alana Santo

Fotografias: Jocasta Santos

 


Coletivo Voragem
Coletivo Voragem

press to zoom
Akemi Morais
Akemi Morais

press to zoom
Add a Title
Add a Title

Describe your image

press to zoom
Coletivo Voragem
Coletivo Voragem

press to zoom
1/51

Manifesto Voragem (2019)

 

Voragem é a desconstrução do pensamento engessado, sob os ditames das regras sociais vigentes. Trata-se de uma provocação inclinada ao agir espontâneo, livre de amarras e atitudes retrógradas e preconceituosas. O movimento de mulheres artistas piauienses aponta para um porvir onde a voz feminina possa ecoar em tons de harmonia com o meio, dirimindo barreiras cotidianas de intolerância com o diferente e o novo.

 

Nasce, desta maneira, o prelúdio de um movimento coletivo, ressaltando a necessidade de luta permanente contra o papel corrosivo da sociedade na delimitação dos traços que caracterizam o sujeito. O resultado desta imposição social corrobora para deturpar o sentido da existência, impondo moldes de impossíveis encaixes. A mulher, nesse contexto, acaba sucumbindo ao redemoinho intenso dos padrões impostos socialmente, em detrimento da imagem de “si mesma” projetada timidamente por trás dos embustes construídos diariamente, e sob a ótica de outrem.

 

Voragem surge da fome de alma das mulheres artistas de Teresina e como simbologia - além de um desejo de grito coletivo e plural sobre a real natureza e força feminina - uma reivindicação de ocupação de mulheres não mais na posição de musas e ultrapassando a de artistas, também estrategistas sociais, gestoras culturais e tudo aquilo que puderem ser. Dessa união nasce a oportunidade de um manifesto formado por 19 mulheres artistas que entendem, cobram e promovem a ocupação de suas identidades e trabalhos para si mesmas e para as futuras gerações. Ainda é possível gritar, certamente, e o grito feminino deve ecoar ferozmente, ultrapassando a carapaça de intolerância talhada no mundo contemporâneo.

 

Artistas-vorazes: Akemi Morais, Alana Santos, Ana Candida, Amanda Vieira, Anite, Arianne Aranha, Ayala Lopes, Denise Mot, Donaline, LAMV, Lua, Lúcia Gonçalves, Manuarium, MCL, H.M., Mika, Railane Raio, Valmira Sabino e Yana Tupinambá.

 

Texto: Ana Candida e Ayala Lopes

ENTRE PARTOS (2021)

Exposição virtual

Teresina - PI

“Entre Partos” é uma (re)visita a lugares físicos, simbólicos e afetivos de quinze mulheres artistas — circunscritas no meio-norte brasileiro — que compreendem o conceito potente e plural do vocábulo “parto(s)”.

Alinhando a poética visual das artistas e ao diálogo entre concepções imagéticas, buscou-se dilatar possíveis leituras de um “parto-de-si”, enquanto temática primeva, levando a uma possibilidade orgânica de vivenciamento do mapa-do-eu, registradas nessa exposição enquanto obras de arte.

Da constelação formada pelas criações artísticas dessas mulheres, — de diferentes experiências e marcadores sociais — cinco eixos temáticos emergem: partir | traçar | buscar | gestar | expandir. Nasce, então, além da exposição virtual “Entre Partos”, o site do Coletivo Voragem.

Este projeto foi realizado com recursos da Lei Aldir Blanc / Estado do Piauí pelo Prêmio Seu João Claudino, 2020.

 


Exposição Entre Partos.png
Artistas da exposição.png
Entre Partos Lives Atividades.png
Programação.png

Ficha técnica

Curadoria | Alana Santo

Assistência de curadoria | Ana Cândida 

Produção cultural | Yana Tupinambá

Assistência de produção cultural | Marília Barbosa

Coordenação pedagógica | Railane Raio

Identidade Visual e Design Gráfico | Mika e Yana Tupinambá 

Artistas | A. Esmero - Akemi Morais - Alana Santo - Amanda Vieira - Ana Cândida - Donaline - H.M - Jessica Gomes - Maria - Maria Laura - MCL - Mika - Railane Raio - Valmira Sabino - Yana Tupinambá.

Maria
Valmira
Donaline
Ana
Railane